Agronegócio

Spirulina: Brasil inicia produção em grande escala de alimento utilizado pela NASA

Empresa desenvolveu processo de cultivo próprio e espera ser a maior produtora mundial do bioativo em cinco anos

Pioneira na produção de Spirulina em grande escala no Brasil, a Spigreen, empresa mato-grossense de tecnologia nutricional, investiu por sete anos no desenvolvimento de novas técnicas de cultivo e coleta da cianobactéria. Com expectativa de faturamento de R$ 50 milhões para o próximo ano e geração de 50 mil empregos diretos e indiretos, envolvendo parceiros e consultores, a companhia já é a maior fabricante do composto na América Latina, e espera chegar ao topo da produção mundial em cinco anos.

Os benefícios da Spirulina incluem o fortalecimento do sistema imunológico, redução de inflamações e melhora no controle da hipertensão. Além disso, o bioativo é rico em proteínas, aminoácidos, ferro, zinco e vitaminas A, B, D e E. Por essa razão, a Spirulina está entre os suplementos nutricionais utilizados pela NASA em missões espaciais. “Estimamos que a nossa Spirulina tenha cerca de 75% de proteína, e sua capacidade nutritiva para o organismo é bastante completa, funcionando como um ótimo imunomodulador, pois auxilia o bom funcionamento do organismo”, explica o vice-presidente da Spigreen, Matheus Morais.

Segundo Morais, o modelo de produção foi desenvolvido por sete anos, buscando melhor qualidade e produtividade das cianobactérias. “Junto de nossa equipe de pesquisadores, adaptamos esse cultivo ao clima do Centro-Oeste do Brasil, para que pudéssemos oferecer a melhor Spirulina do mercado e, consequentemente, uma produção de grande escala. Atualmente, nossa média de produção atinge cerca de 1 milhão e 400 mil litros por dia”, ressalta.

O foco da empresa é na produção do bioativo voltado para a alimentação, o que exigiu o desenvolvimento de processos que mantivessem a sanidade e as propriedades nutricionais do produto. “Buscamos variedades que garantissem melhor valor nutricional, e também maior produtividade. A Spirulina é cultivada em tanques, com total controle nutricional por meio de suplementação de diversos sais minerais, e do ambiente (variações de oxigênio, gás carbônico, temperatura). A coleta envolve processo cuidadoso de filtração e desidratação, que garantem a sanidade e evitam a perda de seus benefícios, se mantendo em sua forma pura e completa, explica o vice-presidente.

Lançamento

A empresa promoveu convenção de lançamento de seu novo modelo de negócios e portfólio em novembro, no Musiva Eventos em Cuiabá (MT). Apostando na venda direta, por meio de distribuidores, estima-se que 40 centros de distribuição sejam inaugurados nas capitais e principais cidades brasileiras até o próximo ano. Segundo Morais, o objetivo deste formato é distribuir renda, por meio da comercialização dos produtos, além de permitir empoderamento, capacitação e uma nova forma de empreender aos parceiros.

O treinamento dos vendedores será realizado via aulas online, reuniões presenciais e convenções, com capacitação nas áreas de vendas, pessoas e informações sobre o portfólio de produtos”, explica Morais. Hoje a Spigreen conta com doze produtos, divididos em linhas de emagrecimento, saúde e bem-estar, performance e sênior.

Deixe uma resposta