Agronegócio

Tendências no consumo de frango é tema de palestra de especialista britânico no Brasil

Debate é essencial para que o país mantenha-se competitivo como maior exportador de carne de frango no mundo

Projeções da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) mostram que a demanda de carne de frango pode ultrapassar 180 milhões de toneladas até 2050. Entre estes consumidores, destaca-se a União Europeia, que tem o Brasil como forte fornecedor da proteína. Devido a sua importância, as produções avícolas brasileira e global devem estar atentas à mudança de hábitos da região, atendendo às altas exigências deste mercado.

Para o gerente nacional de avicultura da Alltech do Brasil, Felipe Fagundes, este ponto é essencial para que o país mantenha-se competitivo, como maior exportador de carne de frango do mundo. “A União Europeia é player importante no posicionamento do produto brasileiro no mercado internacional. Algumas tendências são a retirada de antibióticos, produtos com mais valor agregado e mercado de orgânicos”, explica.

No Reino Unido, por exemplo, em que 49% da proteína consumida é de frango – segundo dados do Departamento de Agricultura da nação -, existe, desde 2000, a atuação da Red Tractor, organização sem fins lucrativos que promove e regula a qualidade dos alimentos na Inglaterra, Irlanda do Norte e País de Gales. De acordo com o consultor da Alltech e diretor do setor avícola da Red Tractor, Philip Wilkinson, o selo da organização é reconhecido por mais de 19 milhões de clientes nessas regiões. Para receber a certificação, as empresas necessitam manter um padrão ético de produção garantindo que a proteína seja de qualidade, segura, rica em nutrientes e saborosa.

Pensando nesse contexto britânico e nas demandas do consumidor europeu, as mudanças de comportamento serão tema da palestra de Wilkinson nesta quarta-feira (28), às 9h, durante o Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura (SIAVS), que acontece de 27 a 29 de agosto, no Anhembi Parque, São Paulo (SP). Durante a programação, o especialista também participará de reuniões com lideranças e empresários do setor no estande da Alltech, além de estar disponível para esclarecimento de dúvidas do público.

O debate trará, principalmente, tendências do mercado consumidor do ponto de vista da Europa, que é bastante importante para o Brasil. Lembrando que o bloco é um dos principais destinos da carne de frango que produzimos e possui espaço para comercialização de produtos de alto valor agregado. Precisamos entender o que o consumidor europeu está valorizando e quais aspectos ele considera importante na qualidade do produto final”, complementa Fagundes.

Serviço:

Palestra Philip Wilkinson no SIAVS

Data: 28 de agosto (quarta-feira)

Horário: às 09h

Local: Sala 3 – Anhembi Parque

Endereço: Avenida Olavo Fontoura, 1209, São Paulo (SP)

Sobre a Alltech:

Fundada em 1980 pelo empresário e cientista irlandês Dr. Pearse Lyons, a Alltech descobre e entrega soluções para a nutrição sustentável de plantas, animais e pessoas. Com mais de 100 unidades de produção ao redor do mundo, a Alltech é líder em produção e processamento de leveduras e minerais na forma orgânica.

Nosso princípio orientador ACE busca desenvolver soluções que são seguras para os animais, consumidores e também para o meio ambiente. São mais de seis mil colaboradores espalhados pelo mundo que têm o compromisso de para trabalhar todos os dias para nossos consumidores.

A Alltech é uma empresa familiar – o que permite se adaptar rapidamente às novas necessidades do consumidor e a permanecermos focados em inovação de ponta. Sediada em Lexington, Kentucky, nos Estados Unidos, a empresa tem uma presença forte em todas as regiões do mundo. Para mais informações, visite www.alltech.com/news. Nos contate também pelo Facebook.

Deixe uma resposta