Agronegócio

Disputa comercial no agronegócio pauta evento internacional em Curitiba

Debates reúnem especialistas dos Estados Unidos, China, União Europeia e América do Sul em uma discussão sobre as tendências mundiais do setor

A guerra comercial entre os Estados Unidos (EUA) e China e o acordo entre Mercosul e União Europeia dominam a pauta do 7º Fórum de Agricultura da América do Sul. As disputas comerciais e os acordos de bloco ou bilaterais, que estabelecem uma nova ordem no agronegócio globalizado, serão abordados de maneira transversal em praticamente toda a programação do evento. O pano de fundo está no protagonismo sul-americano, liderado pelo Brasil, nessa nova era de oferta e demanda mundial.

Em um efeito colateral, a realidade geopolítica que opõe as duas potências da América e da Ásia modifica as relações no comércio mundial e afeta sobremaneira o Brasil, em riscos e oportunidades. Um dos principais exemplos está no comércio da soja, a commodity com maior liquidez no mercado internacional. Conforme dados do USDA, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), o comércio mundial da oleaginosa no ciclo 2018/2019 foi de 160 milhões de toneladas, com uma participação de 45% do produto brasileiro. Uma janela de oportunidade para o Brasil, consequência da disputa entre EUA e China.

Fábio Carneiro Cunha, da Legex Consultoria, especialista em comercio exterior e um dos moderadores do Fórum, explica que a disputa comercial no agronegócio está apenas começando. “Esse tema será a grande pauta da próxima década. Um ambiente onde Brasil precisa saber mais do produzir e se posicionar de maneira estratégica no mercado internacional”, afirma. A análise desse cenário e o futuro dessa disputa e desse contexto estará presente nos dois dias do Fórum, que ocorre 5 e 6 de setembro, no Museu Oscar Niemeyer em Curitiba (PR).

O tema do 7º Fórum de Agricultura da América do Sul é “Da Produção ao Mercado – Global e Sustentável”. O evento já tem confirmadas as presenças da consultora e especialista em política comercial da União Europeia, Emily Rees; do diretor da Divisão Agrícola e de Commodities da Organização Mundial do Comércio (OMC), Edwini Kessie; além do economista do USDA, Warren Preston. Nos debates, os especialistas irão analisar as variáveis que podem definir os rumos comerciais dos próximos anos, como inovação, logística e tecnologia.

Inscrições – O 7º Fórum de Agricultura da América do Sul já está com as inscrições abertas pelo site www.agrooutlook.com.br . A inscrição garante acesso a toda programação do evento, incluindo alimentação. Em 2018, o Fórum recebeu mais de 600 participantes.

Serviço:

7º Fórum de Agricultura da América do Sul – “Da Produção ao Mercado – Global e Sustentável”

Data: 05 e 06 de setembro de 2019

Local: Museu Oscar Niemeyer (MON)

Endereço: Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico – Curitiba (PR)

Inscrições: www.agrooutlook.com.br

Sobre o Fórum de Agricultura da América do Sul

O 7º Fórum de Agricultura da América do Sul (Agricultural Outlook Forum South America 2019) é uma iniciativa do Núcleo de Agronegócio da Gazeta do Povo (AgroGP), plataforma de conteúdo do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCom), com sede em Curitiba, no Paraná. O projeto piloto do Fórum foi realizado em 2013 e levou para Foz do Iguaçu (PR) mais de 500 inscritos para discutir os desafios e oportunidades do agronegócio global a partir da realidade sul-americana. Desde então, o evento reúne anualmente especialistas e participantes de todo o mundo, trazendo à pauta assuntos como inovação e sustentabilidade, desenvolvimento urbano pela economia rural e sucessão no campo. Em 2019, o evento tem como tema “Da Produção ao Mercado – Global e Sustentável”.

Deixe uma resposta