Agronegócio

Internet das coisas permite maior sustentabilidade e segurança alimentar na avicultura

Sistemas inteligentes baseados em conceitos da indústria 4.0, aliados a cuidados na escolha das matérias-primas para as dietas animais, impactam em ganhos para toda a cadeia avícola

A integração de tecnologia e cuidados na suplementação animal tem se tornado chave para uma avicultura sustentável e que ofereça segurança alimentar à população. Com isso, o investimento em sistemas inteligentes baseados em conceitos da indústria 4.0, como a internet das coisas, e a atenção nas escolhas das matérias-primas utilizadas na dieta das aves é fundamental para o aumento da rentabilidade do processo.

Estas inovações serão temas de discussão do One: Simpósio de Ideias Alltech, um dos maiores eventos sobre tecnologia no agronegócio do mundo, que será realizado entre os dias 19 e 21 de maio, em Lexington (KY), nos Estados Unidos. Sendo a análise do cenário avícola essencial para a competitividade do mercado nos EUA e Brasil, os dois maiores produtores e exportadores de carne de frango do mundo.

Na visão do gerente para aves da Alltech do Brasil, Felipe Fagundes, esses recursos tecnológicos permitem maior controle da produção, evitando erros que possam causar prejuízos financeiros ao avicultor e problemas no produto final. “A produção mais automatizada garante maior bem-estar animal e qualidade para o consumidor. Quem souber utilizar esses recursos de forma sustentável conseguirá se manter competitivo no mercado e sair na frente dentro do setor”, avalia.

Atenção na dieta

Cada vez mais o consumidor exige a redução de moléculas químicas na sua alimentação. Por isso, o mercado tem buscado produtos que se adequem à essa realidade, inclusive na redução do uso de antibióticos na avicultura. Mas para garantir a segurança alimentar no consumo é importante a atenção do produtor na utilização de soluções que protejam a função imunológica nos animais, como por exemplo o uso de soluções naturais.

“O produtor tem que ficar atento na qualidade das matérias-primas que são utilizadas nas rações para seus animais. Ele deve buscar ingredientes que sejam confiáveis sob a ótica ambiental, humana e animal. Outro ponto importante é a utilização de minerais orgânicos de boa procedência em detrimento dos inorgânicos, trazendo melhor produtividade, com maior qualidade e segurança tanto para o meio ambiente como para o consumidor, evitando, por exemplo, contaminações por metais pesados e outras substâncias nocivas, como as dioxinas”, finaliza Fagundes.

Serviço:

One: Simpósio de Ideias Alltech 2019

19 a 21 de maio de 2019

Inscrições: one.alltech.com/br

Mais informações: eventosbr@alltech.com e (44) 3123-9543

*Tradução simultânea para português. Consultar disponibilidade nas salas.

Inscrições

Os interessados em participar do evento já podem realizar suas inscrições pelo site oficial do simpósio: one.alltech.com/br. O valor é de US$ 1.119,00.

Sobre a Alltech:

Fundada em 1980 pelo empresário e cientista irlandês Dr. Pearse Lyons, a Alltech descobre e entrega soluções para a nutrição sustentável de plantas, animais e pessoas. Com mais de 100 unidades de produção global, a Alltech é líder em produção e processamento de leveduras e minerais na forma orgânica.

Nosso princípio orientador ACE busca desenvolver soluções que são seguras para os animais, consumidores e também para o meio ambiente. São mais de seis mil colaboradores espalhados pelo mundo que têm o compromisso de para trabalhar todos os dias para nossos consumidores.

A Alltech é uma empresa familiar – o que permite se adaptar rapidamente às novas necessidades do consumidor e a permanecermos focados em inovação de ponta. Sediada em Lexington, Kentucky, nos Estados Unidos, a empresa tem uma presença forte em todas as regiões do mundo. Para mais informações, visite www.alltech.com/news. Nos contate também pelo Facebook.

Informações para a imprensa

Deixe uma resposta