Agronegócio Cidade & Região

3,4 mil cafeicultores do Cerrado Mineiro fazem negócios em Feira da Cooxupé, em Coromandel

Evento movimentou negociações entre cooperados nos dias 03 e 04 de abril, em Coromandel

Cooperados da Cooxupé do Triângulo Mineiro e Alto do Paranaíba trocaram café por inovações e tecnologias para aumentar a eficiência e reduzir custos na produção cafeeira, durante a Feira do Cerrado, promovida pela cooperativa nos dias 03 e 04 de abril, na cidade de Coromandel. O público final foi de 3,4 mil pessoas, muitos negócios e geração de mais de 1.080 orçamentos.

A Feira do Cerrado deste ano trabalhou o tema “Tecnologia digital gerando valor à Cafeicultura”. Softwares, produtos, máquinas e equipamentos foram apresentados por 66 expositores em 72 estandes, numa área de 21 mil metros quadrados, sendo 9 mil metros de área coberta.

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento de Cooperado da Cooxupé, José Eduardo Santos Júnior, a presença do público e o número de orçamentos solicitados corresponderam às expectativas da cooperativa. “Este é um momento em que o mercado de café não está tão atrativo para o produtor. Sabemos que podemos nos manifestar para tentar mudar esta situação, no entanto os preços não dependem da gente. Mas, o que depende? Cabe ao produtor saber o que fazer porteira adentro para reduzir seus custos de produção. Esta feira cumpriu com esse objetivo levando tecnologias e inovações aos nossos cooperados. A presença deles nos mostra que eles estão cientes dessa questão”, explica.

O próximo evento da Cooxupé voltado aos cooperados é o ciclo de palestra Dia de Conhecimento, que preparará o produtor para a colheita na área de ação da cooperativa. O primeiro DC acontece em Campestre, no dia 09 de abril.

Centro de Negócios recebe cooperados

Cafeicultores do Cerrado Mineiro buscam tecnologias na Feira do Cerrado da Cooxupé

Estrutura da Feira do Cerrado edição 2019 em Coromandel

Deixe uma resposta