Notícias

Diretor Presidente da Samarco é indiciado pela Policia Federal por crime ambiental

A lei especificada para esse tipo de crime prevê no caso citado no inquérito, uma pena de um a cinco anos de prisão.

Mais de dois meses do rompimento da barragem de mariana na região central de minas gerais. O diretor presidente da Samarco Ricardo Vescovi  foi indiciado pela policia federal  no processo  que apura crimes ecológicos no maior desastre  ambiental do nosso país. A informação foi divulgada pela Policia Federal na tarde do dia 13-01-2016 (Quarta-feira)  . As empresas Samarco, VOGBR  e Vale também foram indiciadas. O indiciamento baseia na conduta prevista na Lei de Crimes Ambientais. A pena é de um a cinco anos de reclusão.

Além de Vescovi foram indiciados o coordenador de monitoramento das barragens,  a gerente de geotécnica, o gerente geral de projetos e responsável técnico da barragem Fundão, o gerente geral de operações, o diretor de operações e o engenheiro responsável pela declaração de estabilidade da barragem Fundão em 2015, que atestou a estabilidade das estruturas

Por: Samuel Duarte

Deixe um comentário