Colunistas

“Assusto-me”

REFLETINDO Por Quincas Veloso

“Assusto-me”

Assusto-me anti os meus equívocos em fatos que já sei discernir;
Assustá-me quando no fim do dia, refletir nas oportunidades que tive de fazer o bem e não o fiz;
Assusto-me pelo jeito indiferente que tratei o mendigo que bateu à minha porta;
Assusta-me ao verificar que estou intimamente condenando alguém, o político ou seja lá quem for;
Assuto-me estar alheio às necessidades do meu próximo;
Assustá-me apanhar-me cheio de preocupações, sejam quais forem;
Alegro-me em pensar que assustando-me haverei de despertar para as boas práticas e ai então eu serei feliz.
Boa semana para o teu coração. Abraços com paz e alegria.

Quincas

Carmelitano, advogado e palestrante espirita

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: