Cidade & Região

Vacinação contra a Gripe atinge 55% do público-alvo e continua até 20 de maio

Em Monte Carmelo, a vacinação pela rede pública de saúde contra a gripe, incluindo o vírus H1N1, está acontecendo por etapas. 55% das pessoas que fazem parte do grupo de risco já foram imunizadas.

Na semana passada, a Secretaria Municipal de Saúde recebeu do Estado 4.260 das 10.752 doses destinadas para o município e vacinou os acamados, os profissionais de saúde e os presidiários.

No sábado, 30, início da campanha nacional, a secretaria abriu todas as unidades de saúde  da cidade, porém as doses foram insuficientes e acabaram pouco antes do meio-dia. Nesse dia, a imunização atingiu 40% do público-alvo.

Na terça-feira, 3, a Superintendência Regional de Saúde enviou mais um lote com 1.520 doses para Monte Carmelo, suficientes para mais 15%. As 4972 doses restantes devem chegar até o dia 20 de maio, quando se encerra a campanha.

Segundo a secretária Ismelinda Mendes, o Ministério da Saúde recebe a vacina por etapas do laboratório e a distribui para os estados, que fazem o repasse aos municípios. A previsão do Ministério é que até o próximo dia 13 de maio todas as doses já tenham sido entregues.

“Como a procura tem sido muito grande, as cidades não estão conseguindo vacinar todos que vão às unidades de saúde”, disse. “Aqui, conforme as vacinas chegam vacinamos, mas, infelizmente, não temos como prever quando chegará nova remessa”, afirmou.

De acordo com o Ministério da Saúde, o público-alvo da campanha é composto por pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, mães com até 45 dias após o parto, pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, também devem se vacinar. Todos são considerados de risco em função de complicações por gripe.

Deixe um comentário