Cidade & Região

DMAE retira mais de 700 caminhões de lixo dos córregos de Monte Carmelo

Os quatro córregos que cortam a área urbana de Monte Carmelo passaram por uma grande limpeza em meados deste ano, que resultou na retirada de 716 caminhões de lixo e entulho de suas margens e leitos. O Dmae (Departamento Municipal de Água e Esgoto) também eliminou o esgoto clandestino das redes pluviais que desaguam no córrego Olaria.

Fogão, pneu, panela de pressão, bicicleta, capacete, vaso sanitário, mesa, sofá, animais mortos e até sucata de carro são exemplos do lixo descartado indevidamente nos córregos de Monte Carmelo. No Mumbuca existiam várias ilhas de garrafas PET que foram se amontoando umas sobre as outras ao longo do tempo. Para eliminar apenas uma delas foram necessários quatro dias de trabalho e dez pessoas. Só essa ilha encheu três caminhões.

O córrego Mumbuca corta os bairros Montreal, Vila Nova, Centro, Vila Dourada, Dona Quita, Campestre, Sidônio Cardoso, Santa Rita e Jardim Américo; o Olaria, os bairros do Carmo I e II, Boa Vista e Centro; o córrego Exposição atravessa os bairros Bela Suíça, Montreal e Nossa Senhora de Fátima e o Monjolo, o Santa Rita e Sidônio Cardoso. Ao todo, são 10 quilômetros de cursos d’água onde foi feita a maior operação de limpeza, despoluição e desassoreamento da história da cidade e que resultou em um ecossistema com muito mais vida. Com o período das chuvas, o mato volta a crescer, porém os córregos já não apresentam mais lixo doméstico e entulho.

O trabalho abrangeu corte do mato, poda de árvores, capina e a retirada de entulho, terra, galhos mortos e lixo das margens, leitos e matas ciliares dos córregos. O lixo foi encaminhado para o aterro sanitário, ecoponto de pneus e aterro da construção civil. A execução foi feita por uma empresa contratada, que empregou 18 pessoas para a realização dos serviços.
Além da limpeza geral, o Dmae construiu caixas separadoras no córrego Olaria para retirar o esgoto clandestino e, ao mesmo tempo, conduzi-lo ao emissário que o transporta à Estação de Tratamento de Esgoto. Foram construídas cinco caixas nos bairros Boa Vista, Carmo I e II. Pelo menos 10 mil moradores das proximidades foram beneficiados diretamente.

FOTOS:

 

Deixe uma resposta