Cidade & Região

PM realiza reintegração de posse no Seringueiras

A Polícia Militar em Uberlândia, em cumprimento ao Mandado de Reintegração de Posse expedido pelo Juiz de Direto da 5ª Vara Cível, realizou a retirada, ontem, (17), das cerca de 500 pessoas integrantes do Movimento Popular dos Sem-teto do Brasil (MPSB), que invadiram uma fazenda próxima ao contorno sul do Anel Viário Ayrton Senna, no bairro Seringueiras. A ação teve início por volta das 6h, quando cerca de 100 policiais militares chegaram ao local e, desde o início, a tropa da Policia Militar foi recebida com hostilidade pelos invasores.

Ao longo do dia, mesmo com a tentativa de negociação pacífica, os ocupantes da fazenda colocaram fogo em pneus, atiraram pedras nos policiais militares e viaturas e ainda queimaram três veículos, um da emissora Band e um da Empresa dos Correios (uma van do Sedex), que foram totalmente destruídos. O terceiro veículo, um caminhão da Coca-cola, foi tomado pelos integrantes da ocupação, mas devido a uma ação rápida dos policiais militares foi recuperado, e parcialmente danificado.

Reforços

Em decorrência dos acontecimentos, a guarnição de Uberlândia contou com o reforço da 5ª Cia MEsp, de Uberaba, e de quatro equipes do Tático Móvel do 53º BPM, de Araguari, que somados aos da cidade, totalizaram 300 policiais militares, que garantiram a guarda do local durante à noite e toda a madrugada, e a realização de operações nos bairros vizinhos, com vistas a manter a segurança e tranquilidade da comunidade no entorno da fazenda.

Após dominar a área, os policiais militares efetuaram rastreamentos em busca do agressores. Ao todo, foram presos 11 pessoas: três suspeitos pelo incêndio da van do Sedex, um responsável por atirar pedras na aeronave Pegasus com um estilingue, um por desobediência, um por agressão aos PMs e cinco por incitação ao crime.

Dois policias militares foram feridos durante a ação, um deles na mão, devido a um coquetel molotov, atirado pelos invasores, e o outro no tornozelo, agredido com  uma pedrada. Não há informações de feridos entre os sem-terra.

Já nesta manhã, 18, o reforço de Uberaba e Araguari foram liberados. Os policiais de Uberlândia ainda permanecem no local para garantir a retirada dos barracos e efetivar a reintegração de posse ao proprietário da fazenda.

Ocupação 

A área foi ocupada em 23 de setembro deste ano, por aproximadamente 70 pessoas e 27 barracos. No último levantamento feito pelos policiais havia mais ou menos 500 pessoas. No dia 27 de outubro, foi realizada a primeira reunião com os órgãos de Defesa Social envolvidos no processo, mas nenhum integrante ou representante da ocupação ou do Movimento compareceu.

Desde a última quinta-feira, 12, policiais militares foram ao local para negociar a saída dos invasores. Ainda, o proprietário da fazenda colocou à disposição caminhões para as famílias que desejassem se retirar do local e não tinham meios de locomoção, inclusive durante o final de semana.

Deixe uma resposta